Você Pode Eliminar o IOF em Compras no Exterior com o Paypal.

Desde que o Governo Federal aumentou a alíquota do IOF para transações financeiras internacionais, no ano de 2011 ainda, suas compras na internet ou em viagens ao exterior, no cartão de crédito, sofreu um acréscimo de 2.38% para 6.38%. Na época escrevi um post sobre as formas de evitar pagar esse valor de imposto, as quais consiste no cartão de crédito pré-pago. Mas hoje quero mostra uma nova forma de compras online onde você pode eliminar o IOF.

Se você usar muito a internet para fazer compras lá fora, mas quer, ao mesmo tempo eliminar os impostos incidentes sobre suas compras, que é 6.38%, hoje sem dúvida a melhor forma de escapar desse tributo que é excessivamente alto, é o Paypal. Com ele você usa a moeda brasileira em compras em qualquer parte do mundo, e aquela fatia que o governo quer morder, fica no seu bolso. Se você considerar a alta cambial, que praticamente está ocorrendo diariamente, a sua economia é ainda maior ao usar o Paypal. Veja como:

Ao comprar com o cartão de crédito normal, você além de pagar o IOF de 6.38%, está correndo o risco de pagar a fatura, quando ela chegar, em uma valor em dólar bem maior, se o dólar subir, como está ocorrendo hoje.

Ao pagar pelo Paypal, você usa a moeda brasileira Real e a diferença na economia final, pode usar para fazer outras compras. Não correndo o risco de pagar a variação cambial no final do mês.

O Paypal é uma serviço financeiro internacional online, que permite o envio de dinheiro entre pessoas e negócio, ou de negócios para negócios, facilitando assim as transações comerciais internacionais. Para utilizar esse serviço, foi precisa cadastrar um Cartão de crédito internacional, abrindo uma conta online. Uma das melhores vantagens é que fazer compras online utilizando o paypal, você não precisa fornecer o número do cartão para a loja, forneça apenas a opção paypal para pagar. Os seus dados já estão armazenados na conta que você tem la. A outra vantagem é que o IOF que você pagaria usando um cartão normal, não vai pagar desta vez.

Se você está se perguntando, e em minhas viagens ao exterior, como faço para não pagar esse IOF de 6.38%?

Bem, use o cartão de débito da sua conta bancária, aquele que você pode fazer o saque na boca do caixa. Mas verifique qual é a taxa de conversão de câmbio, o quanto mais próximo do dólar comercial, for a taxa, melhor. E o cartão de crédito pré-pagos, ou ainda a compra de moedas estrangeiras no Brasil. Mas nestes casos a transação têm uma incidência de IOF de 0.38%, e é usado o dólar turismo nestas transações.

Com estas opções ai, comprando online ou em viagens para o exterior você pode economizar não tendo que pagar esse imposto que o Governo tanto quer para aumentar a arrecadação da balança comercial. Mas você ainda precisa ter outros cuidados ao trazer produtos comprados no exterior. Ao chegar no aeroporto a receita ainda pode te morder e você quer evitar isso também certo?

Leia este artigo sobre o que trazer do exterior sem ter de pagar imposto no Brasil. As regras são claras e muitos tentam burla. Você pode, mas ao fazer, também pode cair na rede da Receita Federal

 

 

 

 

 

46 Comentários

  1. Paulo F disse:

    Fala João,
    comprei pelo pay pal e mesmo assim veio iof na minha fatura.
    Importei um jogo de ps3 de uma site de honk kong. é perfeitamente seguro e meu jogo chegou em casa sem ser taxado pela alfândega pois o vendedor tem as manhas de burlar o sistema. o único meio de pagamento aceito é o pay pal. No entanto, veio sim identificado em minha fatura o pagamento via pay pal e com o iof devidamente cobrado. existe um meio de não pagar o tributo, por exemplo, adicionando créditos na sua conta paypal previamente?

    abs

    • João Lucena disse:

      Paulo, o IOF que cobraram na sua compra deve ter sido de 0.38%, imagino. Esse valor é o correto. Mas se cobraram os 6.38%, é bom verificar o que aconteceu. Não creio que colocando dinheiro la faz alguma diferencá.

    • Juninho disse:

      qual site é?? preciso de um site para compra de jogos *–*

    • Juninho disse:

      qual site vc compra? preciso de um para comprar jogos , obrigado =)

  2. Leonardo Russo disse:

    Paulo, pude perceber que seu relato sobre o IOF é recente, porém, entrando em contato com a administradora do meu cartão, fui informado que é cobrado o IOF de 6,38%, pois, a origem da compra é internacional. Isto existe mesmo, ou não.

    • João Lucena disse:

      Existe sim Leonardo. Se a compra for feita no exterior com cartão emitido no Brsil.

      • paola disse:

        senhor paulo vc nao tem uma explicaçao total de como elimina os parentes

  3. Gamb_DF disse:

    Boa tarde, Paulo.

    Fiquei curioso quanto ao seu tópico e inúmeros com o mesmo tema que encontrei pela net. A minha inquietação parte do seguinte ponto, extraido do site do próprio PayPal Brasil:

    “O que é IOF? Preciso pagar IOF quando compro com PayPal?

    Todas as compras internacionais (em Real ou em moeda estrangeira), pagas com cartão de crédito internacional, estão sujeitas à cobrança de um imposto federal chamado IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros).

    O IOF é debitado diretamente na fatura do cartão de crédito e é um tributo definido pelo governo federal brasileiro e arrecadado pelo banco emissor do cartão – e não pelo PayPal. Ou seja, você deverá pagar o IOF quando comprar em um site internacional usando o cartão de crédito internacional cadastrado em sua conta do PayPal.

    Você tem alguma experiência recente de compra no exterior pela PayPal sem pagar o IOF? Estou prestes a fazer uma compra (reserva de hotel) no valor de 1723,00 Euros e o IOF seria gritante!

    Obrigado pela atenção!

    • Tiago Ramos disse:

      Cobrará IOF, sim. Fiz diversas compras pelo Paypal em Real, mas foram debitadas no exterior e cobraram IOF pela operadora do meu cartão. A PayPal é uma empresa e quer lucrar, logo era fará operações que gerem menos custos para ela. A operadora do cartão igualmente repassará o custo do imposto para o cliente, logo estamos todos lascados mesmo.

  4. Felipe disse:

    Ola,

    Ótimo post, também sempre realizei minhas compras no exterior!

    Tudo que aprendi sobre importação foi nesse blog que ajuda os iniciantes em importação:

    Abraços

  5. Beatriz disse:

    Galera, vendo e compro muito pelo PayPal, não tem como fugir do IOF para pagar compras em dólar. Não dá pra usar saldo em reais para pagamentos em dólar, se seu saldo é em reais precisa achar um fornecedor que aceite pagamento em reais, ou terá que selecionar o cartão de crédito como meio de pagamento. Isso porque a função de conversão de moedas no saldo ainda não está disponível no Brasil. E, sempre que vc usar seu cartão de crédito internacional no PayPal, vai pagar os 6,38% de IOF. A única maneira que teria de não pagar um IOF tão alto seria fazendo pagamento com cartão de DÉBITO (IOF 0,38%), mas até onde estou informada esta função só será disponibilizada no PayPal Brasil a partir de Março deste ano. Se alguém tiver uma informação nova por favor comunique! Valeu, Abraço

  6. Lu disse:

    Olá , no meu caso quero vender para uma pessoa no exterior (artesanatos) . Eu só mandaria e-amil de cobrança para ela ou como seria o processo ? Pretendo aumentar minha clientela e ender tbm no exterior qual seria a melhro maneira para mim, ficaria grata se puder me ajudar.

    • Lu, Não entendi a sua pergunta, mas acho que no seu caso, você vai pagar o Imposto de exportação.

      • Lu disse:

        Eu não poderia somente mandar um e-mail de cobrança para a pessoa , sem ser atravez de loja virtual ? Obrigada pela rápida resposta .

        • Claro Lu. No email deve constar os dados da sua conta e ela faz o pagamento. Funciona bem assim!

          • Lu disse:

            Desculpe as perguntas é que será a minha primeira venda para o exterior e tenho duas preocupações , o pagamento e o frete , obrigada por responder .

  7. diego moschetta disse:

    Esse post está errado, vocês deveriam deixar bem claro para quem leu, que o que está escrito não é verdade.

    Todas as compras podem incidir o IOF. Até mês passado, nenhuma compra minha incidia IOF.

    Na fatura que vence no mês seguinte, vem discriminado dessa forma: IOF referente dia DD/MM/YYYY e o valor de 6,38% sobre todas as transações do dia.

    Visa do Santander. Pode ser que as cobranças sejam aleatórias (de cliente para cliente).

    • Diego, o post não está errado, o que pode está existindo é uma mudança da legislação. Ou, como você mesmo falou, até o mês passado a sua fatura não tinha incidência de IOF, porque agora? Mas concordo que alguns cartões também podem cobrar e outros não. Já ouvi relatos de outros leitores que também foram cobrados. Mas a grande maioria, não paga IOF. Cheque com a Adm. do seu cartão!

    • silvia reis disse:

      Hoje quando fui conferir o meu extrato do cartão Visa Santander, também tive essa surpresa. Começaram a cobrar IOF em todas as operações que fiz com o Paypal (compras no ebay). Sempre fiz compras no ebay com o Paypal e nunca cobraram IOF, uma vez que a conversão em reais é feita na hora do pagamento e a compra é debitada em reais na fatura do cartão de crédito. Somente cobravam IOF em operações em que eram debitadas em dólar.

      • Silvia, então com certeza o governo descobriu que o Paypal estava sendo usado para compras no exterior e começo a cobra o IOF. Você não é a primeira pessoas a fazer essa observação. Obrigado pelo comentário, e agora fica a dica para todos. O IOF já está sendo comprado pelo Paypal também. É uma pena, acabou o leitinho nas tetas!

        • Tiago Ramos disse:

          Não foi o governo que descobriu, mas o Santander. O Banco do Brasil já cobrava IOF sobre compras no exterior (ainda que fossem em Reais) há muito muito tempo. Se o Santander não fazia, não o fazia por relapso, ou coisa similar.

          • Tudo bem Thiago, só quero te falar que o IOF vai para o Governo e não para o Banco. O que eu quero dizer é que o Governo deve ter mudado as regras do jogo nos últimos dias.

          • Isso é extremamente injusto, haja visto que todas as suas compras internacionais já têm o IOF incluso pelo PayPal na própria cotação do dólar. Se o dólar comercial estiver cotado em X, o PayPal te cobra X+6,38%.

            O Santander passou a cobrar este imposto DUPLICADO à partir de fevereiro, e isso está me dando nos nervos.

            Já falei com o banco, já falei com o PayPal e ninguém dá a mínima pra mim! Só em fevereiro, tive um custo de mais de mil reais de IOF.

        • Eduardo disse:

          Alguma outra possibilidade?
          Um cartão pré pago não resolveria?
          E se eu tiver dinheiro na conta do paypal e fizer a compra, fará alguma diferença quanto ao IOF ?

          • Eduardo o cartão pré-pago é a melhor solução

    • Marcio disse:

      Amigo, minhas compras tbm pelo paypal nao eram cobrados IOF ate mes passado, apartir desse mes começaram a cobrar.

  8. Rosana disse:

    Também fiz duas compras pelo Paypal em Fevereiro e foi cobrado IOF pelo banco Santander, nunca tinham cobrado.

  9. Marcelo disse:

    Estou com o mesmo problema,uso o santander free e sempre envie dinheiro para minha prima nos EUA para enviar coisas para mim e nunca paguei iof, mas agora fui ver a fatura de Abril esta la uma paulada.Ja liguei para o santander e eles me disseram que vao analizar.
    Detalhe é que eu perguntei ao atendente porque que tinha sido cobrado e ele mefalou que a compra tinha sido feita a partir de outro pais e nao do Brasil,achei muito estranho.

    • Você desvendou a seleuma, Marcelo. O que está acontecendo então é o seguinte, assim me parece. O site onde você estão comprando, são hospedados no exterior e os cartões de créditos passaram a verificar essas compras como sendo realizadas no exterior. Ao que tudo se apresenta, existe uma mudança de atuação dos bancos ou empresas de bandeiras de cartões de crédito. Ou seja, em breve todos os cartões estarão cobrando o IOF destas transações, e a coisa está vindo para ficar. É apenas a minha opinião!

  10. comsumidor disse:

    Eu uso o paypal pra transferir dinheiro pros meus parentes no exterior também. O santander nunca tinha cobrado e agora começaram a cobrar IOF sobre essas transações. Mandei dinheiro em real. O Santander me informou que vão analisar a situação. Porém o que me parece é que eles não tem como saber se este dinheiro foi pro exterior ou não pois o beneficiário não é identificado e suponho que este tipo de informação é sigilosa. O paypal não deve informar quem é o beneficiário nem o quê foi comprado. Portanto nas comunicações com o banco eu recomendo afirmar que a compra feita foi nacional e que a cobrança de IOF não se aplica. Agora cabe a eles provar o contrário.
    Fugir do fisco não me deixa particularmente orgulhoso mas quando eu vejo o quanto eles roubam da gente minha conciência fica muito mais leve !

  11. vctalvorada disse:

    Joao,
    O que ocorre eh que ate marco/2012 existia um entendimento divergente entre os bancos sobre a norma da RF para a cobranca do IOF, se valia para compras no exterior ou para compras em moeda estrangeira.
    Em 06/03/2012 (acho q foi essa a data) a RF notificou todos os bancos esclarecendo que a cobranca caberia para qualquer compra processada no exterior, mesmo em reais.
    Desde entao, TODOS os bancos passaram a ter a obrigatoriedade de recolher o tributo. Eh possivel que alguns bancos tenham demorado algum tempo para adequar seus sistemas, ou por qualquer motivo demoraram um pouco mais para cumprir a determinacao.
    Ate onde sei neste momento todos os bancos ja cumprem.
    Trabalho em uma instituicao financeira e me lembro da transicao.
    Observemos que o paypal pode processar transacoes no Brasil ou no exterior, portanto eh este o fator q determinara a cobranca, e naum a moeda.
    Espero ter contribuido.

  12. RODRIGO COSTA disse:

    quero fazer uma comprar pelo dealxtreme e focalprice …como faço para nao pegar o IOF? (tenho o cartao debito master internacional) meus amigos falam q nao precisa pagar taxa nehuma so a conta na fatura eo paypal pagamos taxas pra eles?

    • Rodrigo, com o Debit Card, você vai pagar o IOF, é o que está acontecendo hoje com todo mundo. Mas isso depende, alguns bancos estão cobrando e outros não. se você tiver sorte… Agora, para o paypal não pagar nada, a não ser a fatura, falou?

  13. Ricardo santos disse:

    Compro muito em sites da china e uso o Paypal. Cartao internacional do bradesco bandeira visa e master, tenho dois. Porem o limite tava muito baixo e entao consegui outro, desta vez do banco Itau. Acontece que nunca paguei IOF explicito na fatura pois o paypal ja cobra na hora da compra. Digamos o dolar ta R$ 2,00 eles cobram R$2,08 Isso é uma media. Portanto com certeza o paypal Cobra sim o IOF. Agora comprando com o cartao que adquiri do Itau, tive uma surpresinha… Todas as compras vieram com a maldita cobrança. Nao quero fugir do fisco, mas pagar em dobro é dose. E agora? Pra quem vamos queixar disso? O banco fala que a transação é internacional, o Paypal fala que nao pode intervir nas cobranças bancarias… Mas veja, se continuar esta cobrança o paypal vai ter uma queda nos seus lucros aqui no Brasil, eu paro de usar e compro direto com o cartao, com certeza nao serei o unico a pensar isso. Entao quem tiver mais prejuizo vai se manifestar, com certeza.

    • Vinicius Nitz disse:

      Segundo o próprio paypal:
      “Nunca há cobrança de tarifas para quem compra ou envia pagamentos para sites nacionais. Quando a compra é realizada em sites internacionais, pode ser cobrada a tarifa de 3,5% sobre o valor de conversão de moeda.”

      A tal diferença que você deve ter notado é esses 3,5%.

  14. Leandro Silva disse:

    Olá! achei interessante seu post e gostaria de tirar uma dúvida, tenho um cartão Santander Free internacional, mas como as taxas são altas nunca comprei fora, sempre aqui mesmo. Tenho um blog e gostaria de hospedá-lo fora do Brasil, li em um blog que até esse tipo de compra, no caso compra do host, é cobrado imposto. Gostaria de saber realmente se é cobrado imposto. Eu preciso, além de calcular quanto ficaria a hospedagem em R$ inserir o valor do imposto pra saber se compensa eu hospedar meu blog/site lá fora. Obrigado!

    • Leandro, o IOF é cobrando em qualquer transação no exterior com cartão de crédito emitido no Brasil e eu acredito que mesmo sendo uma prestação de serviço, você estará pagando o imposto de 6.38%, porém, isso fica mais baixo se usar o cartão pré-pago, 0.38%. Faça as contas e veja se compensa!

      • Leandro Silva disse:

        Obrigado João Lucena, eu não tenho cartão pré-pago, vou ver se realmente compensa mesmo com os juros.

  15. Ronald Pessoa disse:

    João Lucena,
    E como fazer um cartão pré-pago? Como funciona?

    • Ana disse:

      Ola Ronaldo, eu indico o ContaSuper….vc paga apenas R$4,50 por mes. Cartao international Visa ou Mastercard…e vc recebe ele fisico e virtual.

  16. Lele disse:

    João Lucena,
    Gostaria de saber se existe uma forma de comprar em sites internacionais e pagar a taxa de câmbio do dia da compra, sem surpresas na fatura. Qual seria esta forma?

    • Lele, como você compra no cartão, acredito que a sua fatura vêm com o câmbia do dia do fechamento. Mas eu sugiro você usar o PayPal ou um cartão de débito. Essa duas modalidades são as mais baratas pra você. Não esqueça que o cartão de crédito agora têm um IOF de 6.38%, o de débito apenas .38%. Com o PayPal, você faz a tranferência de imediato. Bons negócios!

      • Lele disse:

        João, desculpe a minha dificuldade em entender, mas gostaria de comprar no exterior e sou totalmente inexperiente, por isso estou questionando tanto. Li em comentários anteriores que o PayPal também cobra IOF de 6,38%, então a única forma de fugir desse encargo seria a compra pelo cartão de débito que cobra de IOF só 0,38?

        • Sim Lele, também pode fazer um cartão de Crédito pré-pago e colocar dinheiro nele. Esses dois métodos te facilita nos impostos!

  17. catrina disse:

    Bancos vetam compras em reais no exterior; PSN Store BR poderá ser afetada
    By
    Rodrigo Flausino
    – Posted on 13/09/2013Posted in: Sony

    PSN Store Logo Brasil

    Saiu hoje na Folha de São Paulo que os bancos brasileiros suspenderam as compras “em reais” no exterior, por conta da oscilação maluca do dólar que os consumidores estão vendo nas últimas semanas. Ultimamente comprar fora do Brasil está voltando a se tornar uma loteria indigesta, por conta da variação da moeda americana, que já foi cotada a R$ 2,45 no dia 21 de agosto e até esta quinta-feira estava cotada a R$ 2,27. Para quem compra bastante na PSN americana, está mais salgado, o que inclui o IOF de 6,38%. Segundo a reportagem da Folha, “a alternativa, que serve para o consumidor tentar congelar uma determinada cotação no ato da compra em vez de esperar a conversão que é feita pelos bancos no fechamento da fatura do cartão, está sendo sustada este mês”. O Bradesco, Itaú e Santander aderiram à orientação da Abecs, entidade que representa o segmento de cartões, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil ainda avaliam se seguirão o os principais concorrentes.

    Para o Itaú, as lojas deixam de informar ao consumidor que a compra é classificada como internacional e que existem outras taxas inerentes à compra, “com incidência do IOF de 6,38% e possibilidade de variação entre a cotação do estabelecimento e a cotação da data de fechamento da sua fatura”. Quanto ao Bradesco, “a partir de setembro, “transações realizadas no exterior diretamente em real não serão mais aprovadas”, o que deve deixar a situação mais complicada para o consumidor. Para a Abecs, a compra “em reais” fora do Brasil acaba fazendo com que o consumidor reclame e não pague a taxa do IOF, fora a “taxa de administração” que as operadoras embutem na compra, uma taxa que poucos conhecem direito.

    Junto com isso, a Sony Entertainment Network mandou uma nota automática para os e-mails dos consumidores que tem contas na PSN brasileira, informando sobre essa mudança. Confira a nota na íntegra:

    Caro fã de PlayStation,

    Queremos alertá-lo sobre mudanças importantes nas transações da PlayStation Store (“PS Store”) de acordo com uma nova regulamentação no Brasil. Efetivo 13 de setembro de 2013, alguns bancos brasileiros já não permitirão aos consumidores comprar em reais de comerciantes internacionais, incluindo a PS Store.

    Um cartão de crédito internacional ainda é necessário para compras na PS Store. Cada vez que você adiciona dinheiro a sua conta com um cartão de crédito internacional, o seu banco de emissão pode impor taxas adicionais que podem incluir flutuações cambiais e impostos em operações de câmbio internacionais ou pode rejeitar a transação e poderá receber uma mensagem de “falha de transação”.

    Queremos que estejam plenamente informados sobre essas mudanças antes de fazer transações na PS Store. Se você tiver dúvidas, entre em contato com a equipe de Suporte ao Cliente PlayStation em 4003 SONY (7669) (para capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 880 SONY (7669) (para as demais localidades).

    Agradecemos por seu apoio contínuo.

    Não apenas a Sony pode ser afetada. Compras pelo Paypal, a Live e o Steam, que mostram os valores em reais, também, e pode acontecer de vermos mais taxas nos valores dos jogos no futuro ou mesmo mais atrasos quanto ao lançamento das versões nacionais dos jogos na PSN. Quanto a PSN Store brasileira, é mais um revés para a Sony Brasil, que tem uma loja digital de PlayStation com pouca popularidade: com as dificuldades em comprar na PSN Store brasileira para muitos consumidores brasileiros (por não aceitar cartões de crédito nacionais), a ausência de cartões pré-pagos similares aos da Amazon no varejo brasileiro e a prática de vender o game digital pelo valor da mídia física para os jogos que tem em Blu-Ray, nem todo mundo anda comprando na PSN Store BR, e acaba comprando na PSN americana por conta do jogo “retail” ser mais barato. Ainda mais hoje, com todos os principais lançamentos ganhando versões na PSN e lançamento no mesmo dia, como o Assassin’s Creed IV, Battlefield 4 e Formula 1 2013, que já tem pré-venda na PSN (por exemplo).

    Vamos ver como que será o desenrolar dessa estória. A Sony pode ter sido pega se surpresa e a gente vai acabar tendo mais problemas para comprar jogos na PSN Store brasileira. Apesar de não fazer muitas compras e muitos nem tentarem, a loja é importante pro mercado nacional e os jogos digitais que não tem versões físicas são vendidos por aqui pela cotação do dólar a 2 reais praticamente, com jogos de 15 dólares saindo em torno de R$30,99, o que acaba sendo mais vantajoso do que comprar cartões pré-pagos e pegar na PSN americana.Por exemplo, lançamentos como o Dragon Fantasy Book II, o DuckTales Remastered e o Castle of Illusion, que são vendidos por US$ 14,99 nos EUA, por aqui saem por R$ 30,99, usando a mesma conversão de R$ 2 reais que existe desde o lançamento da PSN Store, em 2011.

    Com essa barreira dos bancos, a empresa terá de fazer mudanças na loja ou haverá um êxodo ainda maior de consumidores, que optarão por comprar na PSN Store americana, fora os problemas na transação, desencorajando ainda mais os consumidores a gastarem com games na PSN brasileira.

Deixe uma resposta