Imagine Depois da Copa!

Alguém do seu relacionamento, nos últimos tempos já pronunciou a palavra, “Imagine Depois da Copa”? acho que sim, porquê a desordem que presenciamos hoje no Brasil, nos deixa uma interrogação com relação ao futuro deste pais, você não acha?

Há muitos anos vivendo fora do Brasil, passei a ver as coisas de uma forma muito diferente, quando se trata do país onde nasci e, infelizmente, optei por deixa-lo, por discordar ou não concordar, com tantas coisas erradas, que são protagonizadas por quem deveria prover o bem estar do cidadão que trabalha e paga impostos. Nós, brasileiros, eu e você, não temos nenhum retorno, em serviços públicos, do dinheiros que pagamos em impostos. Sim também me incluo nesta categoria, pois mesmo vivendo fora, faço a minha obrigação de cidadão.

Esta é uma página com dicas de viagem, mas também me vejo no dever de criticar o que não está certo, na minha e na visão, de muitos outros. E é, exatamente sobre esse assunto, o texto de hoje.

Na preparação para a Copa do Mundo, o custo com as obras que nunca acabam, deve chegar a 30 bilhões de dólares. Ora, se estamos construindo estádios para satisfazer uma pequena parcela da população, porque não podemos investir o dobro, ou o triplo para melhorar a infraestrutura do país. Vejam vocês a situação dos nossos aeroportos. Eles estão superlotados e os serviços no atendimentos aos viajantes, parece que só pioram.

Não existe consenso, manejo, organização, administração, a altura da demanda do número de passageiros que hoje passam pelos terminais de todos os aeroportos deste país. É cada vez mais absurda, o descaso no trato com os passageiros. Se você viaja, sabe do que estou falando. Sem falar, que ao retornar do exterior, às suas bagagens estão sendo violadas e extraviadas por ladrões infiltrados nos porões dos aeroportos. Outros ladrões agem deliberadamente nos saguões, roubando malas de quem embarca ou desembarca.

Há poucos anos atrás, no segundo governo do Presidente Lula, o Brasil atingiu recorde de produção de riquezas, alcançando na época, a posição de sexta economia do mundo, graças ao talento dos empresários e trabalhadores brasileiros. Não a ações do governo, que por sinal tentou tirar proveito à época.

De qualquer forma, de que adianta ser a sexta economia do mundo, quando os serviços básicos, são de um país  sub-desenvolvido. Essa é a nossa realidadede. Cresci houvindo esse tipo de discurso e hoje os meus netos estão aqui para usufluir do mesmo tipo de atendimento nas escolas, hospitais, aeroportos e todas as demais áreas administradas pelo governo.

A verdade, é que se você viaja de ônibus ou avião, está sujeito a passar por situações como a que passou o Cantor e Compositor Lobão, em um aeroporto em Belo Horizonte. Como colunista da Veja, ele descreveu o seu desabafo sobre uma de suas viagens, na qual havia perdido os documentos, e não podia embarcar. Como teve de procurar o atendimento da polícia no aeroporto, veja o que ele teve de ouvir do atendente.

O título deste texto, Imagine Depois da Copa, é apenas para lembrar a quem ler esse texto, de que não precisamos esperar para depois da copa. As serviços nos aeroportos e demais repartições, precisam mudar ontém. Você é eleitor e você paga os seus impostos. Portanto, não está pedindo nenhum favor. O policial, ou outro funcionário público, é pago por você e têm a obrigação, de no mínimo te atender bem, além de resolver o seu problema, ou encaminha para onde seja possível encontrar uma solução.

Não exigirmos que haja mudanças, seremos sempre tratados da forma como Lobão, e tantos outros são tratados quando procuram atendimentos nos aeroportos. A Copa do Mundo vai passar, mas você vai continuar morando no Brasil. Portanto, exija, berre pelos seus direitos.

 

 

 

Sejam bem vindos no Viajando Online Blog, e façam uma boa viagem!