Visto de Viagem: Mudanças no Princípio Diplomático da Reciprocidade Entre Brasil e Espanha.

Há muito tempo se houve falar na imprensa sobre casos de brasileiros que chegam a Espanha e são tratados de maneira hostis e muitos deles são mandados de volta para o Brasil sem maiores explicações do Governo daquele país. Aplicando o Princípio da Reciprocidade Diplomática, o Brasil também endureceu as regras desde abril desde ano, para com os visitantes Espanhóis que chegam aos aeroportos brasileiros. Muito justo, já que os turistas brasileiros vem sendo tratados com hostilidades no aeroporto de Barajas em Madri.

                                      

 O Governo da Espanha anunciou que vai simplificar a carta convite para brasileiros que ficam hospedados em casas de residentes no país. Os dois países participaram de uma reunião sobre o tema imigração e assuntos consulares no aeroporto da Capital espanhola. As mudanças fazem parte do novo acordo para facilitar a entrada de viajantes da  duas nações nos respectivamente países. Na nova carta convite de agora em diante, só será necessário que conste as identidades da pessoa que convida e da pessoa convidada, além do endereço onde a pessoa convidada irá ficar.

Foi definido também que brasileiros que viajam à Espanha mas que têm como destino final outros países da Europa, devem deixar registrado na imigração, o local para onde vão e o nome da pessoa que vai recebe-lo, caso não haja comprovante de reservas de hotéis nos países que estão no roteiro do viajante.

Todas estas informações estão disponíveis nos sites das Embaixadas e Consulados dos dois países, com a lista em detalhes de todas as exigências para a entrada de estrangeiros.

O novo acordo também permite aos brasileiros barrados em Madri, ter acesso as suas bagagens no aeroporto através de assistência diplomática do governo brasileiro. Como em alguns casos do passado, passageiros ficaram a merce dos acontecimentos, sem nenhuma assistência e sem os seus pertences, já que a imigração local não liberava nada para os passageiros. A partir de agora, se esse passageiro ficar na sala de deportação por mais de 24 horas, vai ter acesso às suas malas.

O Princípio Diplomático da Reciprocidade, parece que surtido efeito neste caso entre Brasil e Espanha. Mas isso resolve as desavenças entre nações que tentam impedir a entrada de viajantes em seus territórios? Que lição o Itamaraty deve ter tirado deste período de guerra diplomática entre as duas nações? Deixe na caixa de comentários a sua opinião.

Sejam bem vindos no Viajando Online Blog, e façam uma boa viagem!