Agora São 1 Mil Dólares de Compras no Exterior.

Quantas vezes você foi para o exterior e ao retornar ao Brasil se perguntava, porque eu só posso comprar $500 dólares? Não mais, esse valor dobrou e agora São 1 mil dólares de compras no exterior  que você pode entrar no Brasil.

Ficou Feliz Né?

Bem, isso na verdade não representa a vontade do povo. Apesar de o governo brasileiro ter dobrado a cota, ainda é muito pouco. De qualquer forma é um avanço para àqueles que viajam para o exterior.

Mas espere ai, você falou para o exterior?

Ah, desculpa. É em compras no exterior sim, mas não exatamente como você está pensando. O governo brasileiro apenas assinou a intenção de mudar esse valor de $500 para $1.000. E essa mudança se refere ha apenas as viagens realizadas dentro do Mercosul.

Ou seja. Tudo ainda é uma carta de intenção de mudança da regra de compras no exterior.

A Receita Federal terá de autorizar essa mudança. O que deve levar algum tempo. O Itamaraty explicou, contudo, que cada país tem de aprovar uma regulamentação interna, no caso do Brasil, a Receita Federal.

Esse limite valerá para todas as compras feitas em viagens nos países do Mercosul. E o retorno ao Brasil pode ser feito tanto por via Terrestre, Marítima ou Aérea.

E Os Free Shops?

Paulo Guedes, já havia assinado portaria aumentando de US$ 500 para US$ 1 mil o limite de compras feitas em free shops por brasileiros que voltam de viagem ao exterior(desde que seja viagens ao Mercosul). esse valor começa a ser liberado em 1 de Janeiro de 2020.

Serão US$ 2 mil de compras no exterior no próximo ano sem a cobrança de imposto. US$ 1 mil em compras na bagagem e US$ 1 mil em compras feitas nos free shops.

Agora São 1 mil dólares de compras no exterior 

Apesar de ser um avanço, muitos gostariam de ver isso aprovado para todas as viagens. Para aquele que vão para Europa e Estados Unidos, provavelmente teriam um melhor sabor. Isso ainda não é possível mas existe uma luz afinal do túnel.

Vamos aguardar essa nova aplicação desta regra dentro do Mercosul, e quem sabe em breve o governo Bolsonaro não libera para as demais viagens. É tudo uma questão de tempo.

Sobre o autor: João Lucena

João Lucena foi Guia de Turismo, Agente de Viagens e proprietário de Agência de Viagem no Brasil. Mudou-se para os EUA ainda nos anos 80 e passou a atuar no setor hoteleiro e de restaurantes. Devido a paixão por viagens, dedica algumas horas diárias ao Viajando Online blog, trazendo dicas como; roteiros e destinos, promoções de passagens aéreas, hotéis, vistos de viagem e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.