Dr. David Dao X United Airlines

Quando as imagens surgiram nas redes socias, ninguém imaginava que o caso Dr. David Dao x United Airlines, iria tomar essas proporções mundo afora tão rapidamente.

Mas acontceu, e esse Dr. Dao da Cidade de Elizabeth no Kentucky, agora está sendo o centro de uma discursão que há muito já existe. A questão do Over Booking pelas companhias aéreas.

Queremos saber a sua opinião, como passageiro, cliente e consumidor, o que você acha das imagens divulgadas nas redes sociais do Dr. David Dao, sendo retirado à força pelos funcionários da United Airlines no aeroporto de O’Hara, em Chicago?

Dr. David Dao X United Airlines

Horrível, na opinião da grande maioria já consultada, também nas redes socias. Aqui nos Estados Unidos. E a sua opinião, qual é?

Mas pela lei do “Over Booking”, a companhia aérea pode sim, retirar um passageiro de qualquer um de seus voos. Mas vamos falar em respeito…

Eu pessoalmente, já assisti alguns episódios em voos, antes de serem iniciados, onde um funcionário oferece algumas vantagens para quem quiser sair do voo. Isso é uma prática muito comum nos Estados Unidos. Por todas as companhias aéreas.

Claro que a situção do Dr. David Dao x United Airlines, tomou outras proporções. No final a cia aérea vai ter prejuízos infinitos com essa atitude de seus funcionários. Além de um processo gigantesco, por parte desse passageiro.

Mas, e o passageiro, como fica numa situação dessas? Depois de ser humilhado e retirado do voo como um animal? Isso não existe. Principalmente, considerando que eles queria colocar no voo, 4 de seus funcionários.

E se Fosse no Brasil?

O que a lei fala sobre o Overbooking no Brasil.

No Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determina que a empresa deverá procurar por voluntários que aceitem embarcar em outro voo, mediante a oferta de vantagens (dinheiro, passagens extras, milhas, diárias em hotéis etc.), negociadas livremente com o passageiro. Caso o passageiro aceite essa vantagem, a empresa poderá solicitar a assinatura de um recibo, comprovando que a proposta foi aceita.

Mas isso é o que a lei também sugere nos Estados Unidos e em outros países. O passageiro não é obrigado a aceitar qualquer negociata de uma companhia aérea.

Se você se entir lesado por alguma atitude desrespeitosa por parte dos funcionários de uma companhia aérea, você deve denunciar as autoridades. Não deixe barato, pois você paga cara por uma passagem e merece ser tratado com respeito.

O que aconteceu com esse senhor no voo da United Airlines, é inaceitável. Como passageiro, ele usou de seus direito de não querer sair do voo.

Agora a companhia aérea americana está pagando o preço que merece. A imprensa local falou do assunto todos os dias na última semana. E isso é uma alerta para os passageiros brasileiros também. Seja voando dentro do Brasil ou no exterior. Faça valer os seus direitos de passageiro e de consumidor.

Sobre o autor: João Lucena

João Lucena foi Guia de Turismo, Agente de Viagens e proprietário de Agência de Viagem no Brasil. Mudou-se para os EUA ainda nos anos 80 e passou a atuar no setor hoteleiro e de restaurantes. Devido a paixão por viagens, dedica algumas horas diárias ao Viajando Online blog, trazendo dicas como; roteiros e destinos, promoções de passagens aéreas, hotéis, vistos de viagem e muito mais.

Deixe o seu comentário