Vai aos EU? Entenda as Moedas de Dólar e saiba Porque elas não Têm Números.

Sabia dessa? Entenda qual é o motivo e como fazer para identificar as moedas

Nós, brasileiros, estamos acostumados com moedas que mostram o seu valor expresso em números. Pode até parecer algo óbvio, mas não é em todos os lugares que isso acontece: nos Estados Unidos, por exemplo, o valor da moeda não é expresso a

Nós, brasileiros, estamos acostumados com moedas que mostram o seu valor expresso em números. Pode até parecer algo óbvio, mas não é em todos os lugares que isso acontece: nos Estados Unidos, por exemplo, o valor da moeda não é expresso assim!

Os números também aparecem em outras moedas, como euro, iene, peso argentino, peso mexicano e renminbi, ou seja, é praticamente um padrão em todo o mundo, mas porque será que os norte-americanos fogem à regra?

Vamos entender como identificar os valores das moedas de 1, 5, 10, 25, 50 centavos e 1 dólar e, além disso, saber o que levou-as a não ter o valor apresentado numericamente. Assim, na sua próxima viagem aos Estados Unidos, você não ficará perdido na hora de pagar alguma coisa!

Como saber o valor das moedas de dólar nos Estados Unidos?

O valor da moeda está expresso por extenso, de maneirasimilar ao que acontece aqui no Brasil, com “real” ou “centavos”. Porém,existem alguns detalhes importantes que precisam ser conhecidos para evitar confusões.

1 centavo

A primeira moeda é simples. Nela, está escrito “one cent”, literalmente, um centavo. Além disso, ela é a única na cor cobre, o que a diferencia das demais.

5 centavos

A segunda também é simples, já que está escrito “five cents”, ou seja, cinco centavos. Antigamente, era conhecida como “half dime”, que representa “meio dízimo” (confira abaixo a explicação desse termo).

10 centavos

De acordo com a lógica, a moeda de 10 centavos deveria ter escrito “ten cents”, certo? Pois bem, mas não é o que acontece: quem pegá-la verá a inscrição “one dime”, palavra cuja origem não está no idioma inglês e, para complicar, não tem nenhuma relação com “dez”.

Dime é, na verdade, uma palavra em latim, cujo significado é “dízimo”, o que por sua vez significa a décima parte (1/10) de alguma coisa. Logo, “one dime” é um décimo de dólar e, consequentemente, 10 centavos.

25 centavos

Aqui, aparece outro termo intuitivo, embora não seja o “twenty-five cent” que poderíamos imaginar. A moeda traz consigo a inscrição “quarter dollar”, que equivale a ¼ de dólar, ou seja, 25 centavos.

50 centavos

A mesma regra fracionária da moeda anterior se aplica aqui, já que a moeda traz escrito “half dollar”, ou seja, meio dólar, ou 50 centavos.

1 dólar

Também não tem como errar aqui, já que a moeda mais valiosa traz a inscrição “one dollar”, ou seja, um dólar, sem margem para outras interpretações.

 As moedas são chamadas da mesma forma que sua inscrição?

Nem todas. Outro ponto que pode ser motivo de confusão para quem não está acostumado com as moedas de dólar dos Estados Unidos é o fato de que, embora elas tragam uma inscrição de seus nomes, algumas são chamadas por nomes diferentes.

Os nomes pelos quais os americanos geralmente chamam as moedas são os seguintes:

  • 1 centavo: “penny”
  • 5 centavos: “nickel” (material utilizado em sua fabricação)
  • 10 centavos: “dime”
  • 25 centavos: “quarter”
  • 50 centavos: “half”
  • 1 dólar: “dollar”

“Penny” e “nickel” não estão escritos nas moedas, mas é assim que os norte-americanos costumam chamá-las. Por isso, é importante saber qual é o significado para não se confundir quando estiver lá.

Por que as moedas norte-americanas não têm número?

Não existe um motivo comprovado para isso. Provavelmente, é uma questão cultural, histórica e de costume, já que é assim desde quando o país norte-americano estabeleceu seu sistema de cunhagem, em 1792.

Inclusive, durante um tempo, havia uma página no site da embaixada americana no Japão que dizia não haver nenhuma informação disponível sobre o costume dos Estados Unidos de expressar o valor das moedas em palavras ao invés de números.

Ainda na mesma página, foi dito que a Casa da Moeda dos Estados Unidos usou descrições numerais em algumas ocasiões (como edições especiais e comemorativas), mas que isso foi uma exceção, e não a regra.

Ao analisar questões históricas, isso pode ter acontecido pelo fato de que, antigamente, o valor das moedas correspondia não à sua inscrição, mas sim ao tipo de material utilizado para a sua cunhagem.

Na época, as moedas de 25 e 10 centavos eram feitas de prata, as de 5 centavos eram de níquel e as de 1 centavo eram compostas de cobre. Porém, com o aumento dos preços da prata, mais especificamente no ano de 1965, fez-se necessário procurar outros materiais para sua cunhagem.

Na opinião de Scott Schechter, avaliador de moedas e vice-presidente da “Numismatic Guaranty Corporation” (corporação de garantia numismática, ciência responsável pelo estudo de moedas e medalhas), é possível que mesmo com a retirada da prata de circulação, o governo tenha desejado preservar sua tradição.

 Curiosidades sobre as moedas de dólar dos Estados Unidos

Há outros fatos curiosos sobre a moeda. Confira:

  • A legislação norte-americana determina que algumas palavras ou frases apareçam na moeda, como “Liberty” (liberdade), “In God We Trust” (em Deus nós confiamos) e “E Pluribus Unum” (lema nacional norte-americano, que em latim, significa “de muitos, um”). Isso também abre margem para pensar que um dos motivos para a não aparição dos números na moeda seja a falta de espaço.
  • A menor moeda em tamanho e peso é a de 10 centavos, o que aliado ao fato de ter escrito “one dime”, pode fazer quem não a conhece pensar que se trata da moeda de menor valor disponível.
  • Diferente do que geralmente acontece no Brasil, onde os valores são arredondados na hora de comprar ou vender algo, nos Estados Unidos há o costume de pagar e receber de troco o valor exato, inclusive com moedas de 1 centavo, se preciso for.
  • A Casa da Moeda dos Estados Unidos afirmou, em 2014, que gasta-se 1,7 centavo de dólar para cunhar uma moeda de 1 centavo, o que faz com que o valor investido seja 70% superior ao seu valor de face.

Entenda as moedas dos Estados Unidos da América!

Depois de entender essas peculiaridades, você não se confundirá mais com pennies, nickels, dimes, quarters e halves e saberá exatamente quais moedas deve dar e quais receber ao comprar alguma coisa nos Estados Unidos.

Na hora de comprar dólar, preste atenção não apenas às notas, mas também às moedas. Afinal de contas, além de seu valor literal, existe muita história e curiosidade presente em cada uma dessas peças de metal!

Sobre o autor: João Lucena

João Lucena foi Guia de Turismo, Agente de Viagens e proprietário de Agência de Viagem no Brasil. Mudou-se para os EUA ainda nos anos 80 e passou a atuar no setor hoteleiro e de restaurantes. Devido a paixão por viagens, dedica algumas horas diárias ao Viajando Online blog, trazendo dicas como; roteiros e destinos, promoções de passagens aéreas, hotéis, vistos de viagem e muito mais.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.